Curtas
Concerto comemorativo do centenário do Orfeão de Guimarães, sexta-feira, 21h30, na igreja de S. Francisco.
«Memento - Raimundo Fernandes, um coleccionador de Guimarães», Casa da Memória. Até 4 de Março.
A Afonsina apresenta o CD «Primeiro», sábado, 21h30, no Largo da Oliveira.
«O sonho de voar», exposição de fotografia Mário Cruz, na Assembleia de Guimarães. Até 29 de Novembro.
«Paisagens silenciosas» na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho. Até 29 de Novembro.
Facebook Twitter Google + YouTube

História da Rádio Santiago

Fundada em 7 de Novembro de 1986 por um punhado de jovens oriundos de outras rádios locais, a Santiago surgiu no espectro radiofónico local com uma imagem de criatividade, inovação e frescura que lhe era emprestada pelo baixo nível etário dos seus elementos.

Mas o sonho dos jovens que empreenderam a tarefa de fazer uma nova rádio em Guimarães não tinha entrado em linha de conta com a necessidade de avultados meios materiais para lhe dar corpo. E foi constatando essa insofismável realidade que os jovens empreendedores procuraram o apoio da Empresa Gráfica do Jornal O Comércio de Guimarães, Lda., que, como é do conhecimento geral, havia sido adquirida pela Sociedade Santiago e detinha já o jornal centenário O Comércio de Guimarães.

E foi pelo envolvimento da Sociedade Santiago que o nome de Rádio Foco dado pelos jovens acabaria por dar lugar ao actual de Rádio Santiago.

Curiosamente e devido a circunstâncias especiais, a rádio, pouco tempo volvido sobre a sua criação, mudar-se-ia do Centro Comercial Castelo para a Praça de S. Tiago, dando assim mais sentido ao seu nome.

Tempos difíceis os dos primeiros cinco anos da sua vida. Limitações materiais e humanas lançaram a Rádio Santiago para o fundo das audiências na região. O desânimo de muitos levou a que elevado número dos seus fundadores abandonasse o projecto mesmo antes da legalização que ocorreu em 1989 e os poucos que ficaram limitaram-se a manter a chama viva na esperança e com muita fé de que o projecto viria a ser aprovado pelo Governo.

E assim aconteceu. A legalização chegou e com ela retemperaram-se forças e redobraram-se vontades. Sem regatear esforços, uma equipa dedicada envolveu-se de tal maneira no desenvolvimento do projecto que quase não se apercebeu dos maus vaticínios que os chamados "especialistas de café" iam dando cada dia que passava.

Paulatinamente e com tanta humildade como vontade de vencer, a Rádio Santiago lá foi progredindo. Criou credibilidade suficiente para, de forma crescente e até rápida, se ir tornando auto-suficiente e em finais de 1990 atingia esse fundamental estatuto.

Quase sem que os tais "especialistas de café" se tivessem apercebido, eis que a Rádio Santiago surge aos ouvidos dos minhotos como a rádio preferida na região e, mais tarde, em 1994, é considerada a rádio local mais ouvida de Portugal no primeiro Bareme Rádio da Marktest.

Partilhando a sua redacção com os jornais O Comércio de Guimarães e Desportivo de Guimarães - todos da mesma empresa - a Rádio Santiago não só desfruta de uma programação muito do agrado dos conterrâneos, como tem departamentos desportivo e de informação prestigiados e credibilizados junto do público e de muitos órgãos de comunicação social.

A Rádio Santiago dispõe hoje da mais avançada tecnologia da especialidade e tem em curso um importante investimento em novas e amplas instalações próprias, para continuar a progressão no sentido de proporcionar sempre e cada vez mais uma melhor qualidade nos serviços que presta à comunidade.

Rádio Santiago

Rádio Santiago em Direto

As nossas publicações

Artigo de Opinião

Cantinho do Puff
Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com