Curtas
«O sonho de voar», exposição de fotografia Mário Cruz, na Assembleia de Guimarães. Até 29 de Novembro.
«Paisagens silenciosas» na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho. Até 29 de Novembro.
Facebook Twitter Google + YouTube
Portugal nasceu em S. Mamede. Conheça a história do 24 de Junho de 1128

Portugal nasceu em S. Mamede. Conheça a história do 24 de Junho de 1128

Sociedade24 de Junho, 2014 15:26

A batalha de S. Mamede marcou o início de um país que se desmembrou do Reino de Leão a 24 de Junho de 1128.

O Condado Portucalense foi oferecido ao conde francês D. Henrique, como recompensa por ter ajudado Leão e Castela a combater os mouros desde as Astúrias. Entretanto, apaixona-se por D. Teresa, fidalga, mulher bonita e desembaraçada, de quem teve um filho, Afonso Henriques.

O conde morre em 1114, deixando viúva a jovem D. Teresa. O pequenino Afonso Henriques teria então cerca de três anos. D. Teresa continuou a comandar as tropas do marido com o intuito da independência, mas algum tempo depois não resiste aos encantos de um galego. Conquistando o coração da mãe daquele que viria a ser o nosso primeiro rei, Fernão Peres de Trava tornou-se na principal figura do Condado, chegando mesmo a tomar decisões sem consultar a infanta. Atitudes que não agradavam aos fidalgos do Condado, e muito menos ao pequeno Afonso Henriques, descrito como um «levado da breca, esperto com um alho, valente como o seu pai, e que fora educado por um fidalgo às direitas, Egas Moniz».

Tendo tomado conhecimento que uma rebelião estaria a levantar-se, o rei de Leão, D. Afonso VII, veio a Portugal para obrigar a "infanta-rainha" - assim lhe chamavam! - o filho, fidalgos e todo o povo a reconhecer a sua soberania. Numa atitude de defesa e antecipando a oportunidade, Egas Moniz vai ao encontro de D. Afonso VII no sentido de lhe garantir que fará o pequeno Afonso reconhecer o domínio de Leão. Mais descansado, D. Afonso VII volta para casa. Mas D. Afonso Henriques, livre do primo, pediu à mãe que fizesse o favor de lhe dar o governo a ele, que sempre era mais "português" que o conde de Trava. Por sua vez, o galego não gostou do rival e disse à rainha que tivesse o filho sob rédea curta.

O braço de ferro ficou decidido em 24 de Junho de 1128, na Batalha de S. Mamede. Afonso teria 16 anos. Uma batalha pequena, à entrada de Guimarães, mas que significou o início da portugalidade. Vendo o seu pequeno exército derrotado, o conde galego, fiel a Leão, foge e leva consigo D. Teresa. A promessa de Egas Moniz ao rei de Leão, D. Afonso VII, encontra-se quebrada há mais de 900 anos. Passam os séculos, mas perduram as dúvidas sobre o local onde se travou o conflito bélico. O Campo de S. Mamede, a Veiga de Creixomil o Campo da Ataca têm sido os locais apontados como prováveis palcos da Batalha.

Os historiadores dividem-se, embora o Campo da Ataca seja o terreno que mais consenso reúne em torno da comunidade científica. Contudo, o conhecido historiador José Hermano saraiva afirma que a Batalha de S. Mamede ter-se-á desenrolado junto a uma ponte romana sobre o Rio Selho, na Pisca, em Creixomil.

Vídeos recentesver tudo

Rádio Santiago em Direto

Cantinho do Puff

Farmácias de Serviço

Guimarães

Farmácia Barbosa (Permanente)
Largo do Toural, 37

Vizela

Farmácia Ferreira (Disponibilidade)
Avenida Abade de Tagilde, Nº 901

As nossas publicações

Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com